Novo Android Market, com Livros e Filmes

A Noticia é boa para quem possui aparelhos com versão 2.0 e (ou) superiores.

Pelo que parece, agora, além dos jogos e dos aplicativos você pode baixar livros, gratuitos e pagos, e até mesmo alugar filmes a partir de $ 1,99, apesar dessa prática ser mais comum nos EUA, o recurso  parece muito interessante e quem sabe uma boa jogada para levantar as Locadoras e ajudar no combate a Pirataria de Filmes.

Matéria do Blog do Google Mobile (Inglês)

Em os EUA, você será capaz de alugar milhares de filmes, a partir de US $ 1,99, desde Android Market no seu telefone. Com o aplicativo Vídeos , disponível no Android Market, não há mais espera para downloads, sincronização, ou se preocupar com espaço de armazenamento. Basta entrar no Android Market com sua conta do Google, e você pode alugar filmes em qualquer lugar – a web , ou seu telefone Android ou comprimido – e começar a assistir instantaneamente. Você também pode baixar filmes para o seu dispositivo de modo que eles estão disponíveis para visualização quando você não tiver uma ligação à Internet. Também em os EUA, agora você pode comprar livros do Android Market no seu telefone. Como aluguel de filmes, livros estão ligados a sua conta do Google, então eles estão disponíveis instantaneamente em todos os seus dispositivos – computador, telefone, comprimido ou -. Sem a necessidade de fios ou downloads Você ficará encantado ao descobrir que temos reformulado Android Market para torná-lo mais rápido, mais fácil e mais divertido para descobrir ótimos aplicativos, filmes e livros. Nós criamos mais espaço para caracterizar alguns dos conteúdos mais interessantes da semana na página inicial. Nós adicionamos gráficos mais alto, com mais novos, os itens mais relevantes, e fizemos mais fácil roubar através destas cartas enquanto você navega na loja. Nós também introduziu novas coleções de grande conteúdo, como o pessoal pega e aplicativos Editors ‘Choice.

 

Google atrasa abertura de código do Android 3.0, o Honeycomb



Honeycomb é o Android feito para uso com telas maiores, como tablets (IPad, Galaxy Tab, etc) 
Android 3.0
Honeycomb, uma versão do sistema operacional do Google específica para tablets

Em sua essência, o Android é um sistema operacional de código aberto. Daqueles que os desenvolvedores têm acesso e a partir do qual podem criar suas próprias versões do mesmo. Isso era ponto passivo até o Android 3.0, o Honeycomb, uma versão do sistema operacional do Google específica para tablets. E esse seria, de acordo com uma declaração de Andy Rubin, responsável pelo Android dentro do Google dada ao jornal espanhol El País, o motivo do atraso na divulgação do código. “Para respeitar o calendário de lançamentos dos tablets, fizemos algumas concessões. Não pensamos sobre o que é necessário fazer para que o sistema funcione nos smartphones. Por isso, devemos agregar recursos e atrasar nosso calendário para além do razoável”.

O motivo do Google para não divulgar o código seria fugir de uma possível fragmentação do mercado que a possibilidade de fazer versões pode acarretar – algo já visto no mercado de smartphones. Ou seja, o Google estaria tentando evitar que alguns fabricantes peçam especificações singulares no Android, o que prejudicaria sua difusão e incomodaria os desenvolvedores, que precisariam criar adaptações no sistema operacional.

A notícia do atraso na divulgação do código aberto do Android 3.0 corre ao mesmo tempo em que circula o boato de que a Motorola estaria pensando em abandonar o sistema operacional do Google, presente no tablet Xoom, e criar o seu próprio. A estratégia da empresa, que desde 2009 trabalha em parceria com o Google, seria de se diferenciar das demais fabricantes que também utilizam o Android. Outras companhias como a HP e a BlackBerry também apostam no desenvolvimento de seus próprios sistemas. Ainda assim, nunca derrubam totalmente as pontes, como destaca o El País: o PlayBook, por exemplo, tablet da BlackBerry, poderá executar, graças a uma adaptação no sistema da empresa, os aplicativos do Android e, desta forma, desfrutar de mais de 200 mil aplicativos

 

Google Developer DayGoogle Developer Day

Google Developer Day

Google Developer Day 2008 Brasil

27 de Junho de 2008
World Trade Center São Paulo
Av. das Nações Unidas, 12.551 – Brooklin Novo – CEP. 04578-903 São Paulo-SP

Junte-se a nós para o Google Developer Day 2008 no World Trade Center em São Paulo.

Obrigado por ter vindo ao Google Developer Day 2008. Se você não pode comparecer, por favor veja nossas apresentações e fotos.

Esperamos vê-lo em breve no nosso próximo evento.

Palestrantes

Conheça alguns dos nossos melhores engenheiros – Dick Wall, Dion Almaer e Chris Schalk, e saiba muito mais sobre os líderes em programação para a web.

Sessões

Nossas sessões terão algumas das nossas mais recentes APIs e ferramentas, incluindo OpenSocial, Android, Google Web Toolkit, Google Gears, Maps/KML e muito mais.

Google fecha compra do Yahoo!

Saudações à todos os leitores do Blog!

Galera… Fiquei impressionado quando li esta matéria, as vezes eu fico me perguntando:
“-Como Alguém consegue cagar tanto dinheiro assim???”. Alguém ja parou para pensar o que são 100.000.000.000,00 (Cem Bilhões), não imagino o que faria com essa grana toda, mas tenho certeza que desse dinheiro, 10mil seria dedicado ao meu PC 😀

Alguem lembra da primeira oferta de compra do Yahoo??? 


Enquanto a Microsoft brigava pela compra do Yahoo! pela oferta inicial de pouco mais que US$ 48 bilhões, Google surpreende à todos ao fechar a compra por nada menos que US$ 100 bilhões. (a minha pergunta continua…)A compra ainda não foi divulgada oficialmente, mas o diretor-executivo da empresa confirmou o ocorrido acidentalmente.O Google pretende migrar todos os usuários do Yahoo! Mail para o Gmail, além de integrar o Flickr ao Picasa Web e suspender o Yahoo! Search. A home page do Google também sofrerá uma alteração para um design mais semelhante ao Yahoo!. Um jingle com a palavra “Gooooogle” também poderá ser ouvido ao clicar no logotipo.

Microsoft teme monopólio do Google

Sim! Parece mentira, mas a empresa do tio Bill está formando neste momento um grupo de empresas e políticos contra a compra da DoubleClick pelo Google.Segundo comentários, a Microsoft anda procurando empresas britânicas de internet e pressionando-as para que alertem políticos e autoridades reguladoras sobre os perigos do monopólio do Google. Caso a empresa de buscas adquira a DoubleClick, juntas elas formarão a maior empresa de publicidade online do planeta!

Microsoft reclamando de monopólio? É pra rir né? Fala sério!

O que a Microsoft não diz é que já tentou comprar a DoubleClick uma vez e fazer a mesma coisa, só que a sua oferta foi ultrapassada pela do Google e agora a empresa do Tio Bill alega que esta fusão será prejudicial para a concorrência.

O Google fingiu que não sabia de nada e se mostrou surpreso com a situação, reagindo ao grupo criado pela Microsoft através de um comunicado dizendo que propôs à Comissão Européia que examinasse a aquisição proposta e que seria um bom negócio para as duas empresas e seus anunciantes, além de movimentar a concorrência.

Leia movimentar a concorrência como falir outras empresas de propaganda online, botar medo na Microsoft e dominar o mundo!

O Pai de Santo Caboclo Exú de Ogum diz que estas são algumas futuras parcerias que a Microsoft também deve combater ferozmente:

Google & Linux;
Google & Apple;
Google & Sun;
Google & IBM;
Google & Dell;
Google & HP;
Google & Nokia;
Google & Motorola;
Google & Guaraná Dolly;
Google & Habib’s;
Google & Rede Globo;
Google & Corinthians;
Google & Lula;
Google & Renan Calheiros;
Google & Hugo Chávez;
Google & Chuck Norris;
Google & Jack Bauer;
Google & Durval;
Google & Casa Crescer e Brilhar.